Aumentado 2

Uma mulher de 20 anos de idade relata um aumento rápido da sua glândula tireoide nos últimos 6 meses. Não há histórico de febre, perda de peso, disfagia, rouquidão ou problemas oculares.

Sua história clínica e cirúrgica é normal, embora sua história familiar apresente um diagnóstico de câncer medular de tireoide na sua mãe de 48 anos há duas semanas.

Ela bebe somente socialmente e nunca fumou. Um hemograma completo e um perfil tireoidiano estão dentro dos padrões da normalidade.

Selecionar Exames Relevantes
Ultrassonografia de Tireoide + citologia por aspirado de agulha fina

Realizados

O ultrassom apresenta um nódulo solitário hipoecogênico medindo 2 x 3 cm, com múltiplas microcalcificações. As glândulas paratireoides parecem ser normais, e não há achados de acometimento dos linfonodos regionais e do mediastino.
A citologia do aspirado revela aglomerados de células poliédricas e eosinofílicas, com formação de paliçadas periféricas em um estroma fibrovascular, com uma prova imuno-histoquímica positiva para calcitonina.
Calcitonina Sérica

Realizados

Calcitonina sérica : 310ng/L (<10)
Dosagem de Metanefrinas na urina

Realizados

Metanefrina: 0,71 mg/24hr (<1,3)
Normetanefrina: 26 mcg/24hr (15-80)
TC de Tórax e Abdome

Realizados

A TC é negativa para invasão locorregional, assim como para metástases em pulmões e fígado. As suprarrenais parecem ambas normais.

Selecionar Manejo Relevante
Identificação Genética
Tireoidectomia Total
Radioterapia Externa
Resseção Linfonodal