Alterada

Uma mulher de 22 anos é trazida pela sua família, referindo que ela estava paranoide e anormalmente introvertida durante as duas últimas semanas. Além disso, ela não tem cuidado bem de si mesma. Ela também tem alteração do sono e redução do apetite.

Um questionário mais detalhado revela que ela "ouve vozes" falando sobre ela, mesmo quando não há ninguém fisicamente presente. Ela também está preocupada que sua família possa envenená-la. Não há história de convulsões ou sintomas neurológicos.

Ela estava previamente hígida e não está em uso de nenhuma medicação. Não há história de uso de drogas ilícitas e sua história familiar não possui nada digno de nota.

Hemograma completo, eletrólitos séricos, glicemia aleatória, perfil renal, perfil hepático, triagem toxicológica, e TC de crânio estão todos normais.

Selecionar Exames Relevantes
RM de crânio

Realizados

Há múltiplas lesões focais, pequenas e pontilhadas, hiperintensas em T2 na substância branca subcortical e periventricular.
Biópsia da úlcera oral

Realizados

A biópsia revela uma mucosite liquenoide com um profundo infiltrado inflamatório.
Pesquisa de autoanticorpos e trombofilia

Realizados

Pesquisa de autoanticorpos: FAN positivo, ds-DNA positivo
Pesquisa de trombofilias: Negativo
Pesquisa de infecção atípica

Realizados

Sorologias de Toxoplasma, Treponema pallidum, doença de Lyme e HIV: Todas negativas

Selecionar Manejo Relevante
Corticoesteroides
Olanzapina
Antibióticos
Rituximabe