Elevado

Um homem de 41 anos de idade queixa-se de uma redução da libido há 3 meses, associada a fácil fatigabilidade.

Após uma história mais completa, ele revela que também teve episódios de disfunção erétil no mesmo período. Ele não tem outras comorbidades e nega cefaleias ou distúrbios visuais.

Seus antecedentes pessoais não são dignos de nota e ele não está em uso de nenhuma medicação. Não há história de exposição à radiação. Ele só bebe socialmente e nunca fumou ou usou drogas recreacionais.

Numa consulta de rotina há um mês, sua hemoglobina glicada (HbA1c) e perfil lipídico estavam normais. Um hemograma revela níveis normais de hemoglobina (12,9 g/dL).

Selecionar Exames Relevantes
Perfil Endócrino

Realizados

TSH: 2,17 mUI/L (0,4-4,5)
Prolactina sérica: 210 ng/mL (2-18)
Testosterona: 161 ng/dL (249-836)
Cortisol, FSH, LH: Dentro dos parâmetros da normalidade.
Teste de supressão do GH: Dentro dos parâmetros da normalidade
Perfis renal e hepático

Realizados

AST: 35 U/L (10-40)
ALT: 14 U/L (7-56)
FA: 62 U/L (45-115)
GGT: 17 U/L (9-48)
Albumina: 4,3 g/dL (3,5 -5,0)
Creatinina sérica: 0,9 mg/dL (0,6 - 1,2)
Ureia sérica: 15 mg/dL (7-20)
RM de Crânio com Gadolínio

Realizados

A ressonância de crânio contrastada com gadolínio revela uma massa na região selar de 5 mm x 8 mm em tamanho, sugestiva de um microadenoma hipofisário.
Cavernossonografia por TC

Realizados

A cavernossonografia por tomografia não mostra extravasamentos no sistema venoso peniano.

Selecionar Manejo Relevante
Cabergolina
Temozolomida
Bromocriptina
Ressecção Transesfenoidal