Sem Fôlego

Uma senhora de 57 anos apresentou dispneia com piora progressiva há 1 ano, associada a uma tosse não produtiva, fadiga e artralgia nas pequenas articulações. De qualquer forma, encontra-se assintomática, e seus históricos clínico, familiar e medicamentoso são incaracterísticos.

Nunca fumou e não tem nenhum histórico de exposição a poeiras orgânicas ou inorgânicas ou a alérgenos ambientais.

Seu hemograma e PCR estão dentro do padrão de normalidade, enquanto que seu VHS é de 50 mm/h.

Selecionar Exames Relevantes
Radiografia de Tórax

Realizados

A radiografia torácica mostra opacidades reticulonodulares bibasais e volumes pulmonares diminuídos bilateralmente. O hilo pulmonar encontra-se normal, enquanto que não se observam efusões pleurais. A silhueta cardíaca apresenta-se normal.
Tomografia Computadorizada de Alta Resolução (TCAR)

Realizados

A TCAR demonstra opacidades reticulares de distribuição predominantemente subpleural-basal irregulares bilateralmente associadas a bronquiectasias de tração e a faveolamento. Foram observadas algumas áreas de padrão em vidro fosco. Não se observaram outras anormalidades.
Testes de Função Pulmonar

Realizados

Os testes de função pulmonar demonstram doença pulmonar restritiva moderadamente grave com capacidade pulmonar total, capacidade residual funcional e volume residual reduzidos. A capacidade de difusão do monóxido de carbono (CDMC) está diminuída.
Pesquisa de Doença Autoimune

Realizados

FAN - negativo
Anti-dsDNA - negativo
c-ANCA - negativo
p-ANCA - negativo
Fator reumatoide - negativo

Selecionar Manejo Relevante
Azatioprina
N-acetilcisteína
Antibióticos IV
Transplante pulmonar