Complicado

Um homem chinês de 50 anos comparece para uma avaliação de rotina. Ele tem diabetes mellitus tipo 2 com um péssimo controle há 10 anos, complicada por retinopatia e polineuropatia distal simétrica.

Seus exames laboratoriais mostram uma HbA1c de 9,0%, eletrólitos normais e uma creatinina sérica de 1,6 mg/dL com uma TFG estimada de 46 mL/min/1,73 m2.

Seis meses atrás, a creatinina era 0,8 mg/dL, sem microalbuminúria. Não havia sintomas urinários, e não existe histórico familiar de doença renal.

Selecionar Exames Relevantes
Urinálise

Realizados

Aparência: turva
Proteínas: +++
Hemácias: 8 por campo (0-3)
células dismórficas detectadas

Leucócitos: 2 por campo (<2)
cilindros hemáticos e leucocitários presentes
Relação Proteína/Creatinina Urinária

Realizados

Razão proteína/creatinina urinária > 3,0 (normal: <0,2)
Ultrassonografia Renal

Realizados

A ultrassonografia demonstra um rim esquerdo de 9,8 cm e um rim direito de 10,1 cm, ambos com ecogenicidade cortical aumentada. O trato urinário parece normal sem evidência de obstrução, cistos ou anormalidades anatômicas.
Biópsia Renal

Realizados

Diversos gromérulos mostram hipercelularidade mesangial compatível com nefropatia por IgA superposta à nefroesclerose diabética. A microscopia com imunofluorescência mostra depósitos de IgA diagnósticos de nefropatia por IgA.

Selecionar Manejo Relevante
IECAs
Imunossupressão
Terapia de Substituição Renal
Controle Glicêmico Estrito