Escuro

Um homem caucasiano de 54 anos que foi diagnosticado com diabetes mellitus tipo II há 2 anos apresenta controle glicêmico persistentemente ruim.

Sua HbA1c era de 8,5% mesmo fazendo uso de doses máximas de metformina e de glipizida, com boa aceitação da dieta e dos medicamentos.

As provas de função renal, os eletrólitos séricos e o hemograma recentes foram completamente normais.

Selecionar Exames Relevantes
Perfil de Ferro

Realizados

Ferro sérico: 306 ug/dl (< 155)
Capacidade total de ligação do ferro: 315 ug/dl (< 400)
Saturação de transferrina: 97% (< 50%)
Ferritina sérica: 2.920 ug/l (< 160)
Perfil Endócrino

Realizados

Cortisol matinal: 20 ug/dl (5 - 25)
Cortisol livre urinário: 70 ug/24 h (10 - 110)
Esfregaço de Sangue

Realizados

O esfregaço sanguíneo encontra-se completamente normal.
Rastreio para Hepatite C

Realizados

Hepatite C DNA: negativo

Selecionar Manejo Relevante
Flebotomia
Iniciar Insulina
Cetoconazol
Dexametasona