Incômodo

Um homem de 59 anos se apresenta com uma dor em cólica mal caracterizada no quadrante superior direito do abdome há 3 dias. Não há outros sintomas.

Ele foi diagnosticado com diabetes tipo 2 há 5 anos, a qual está bem controlada com metformina apenas. Seus históricos cirúrgico e familiar não são dignos de nota.

Ele é um tabagista pesado, com carga tabágica de 15 maços-ano. Também é etilista frequente, tendo consumido de 2 a 3 doses de álcool quase todos os dias pelos últimos 10 anos.

Hemograma completo, testes de função renal, análise de eletrólitos e glicemia capilar aleatória estão todos normais.

Selecionar Exames Relevantes
Testes de função hepática

Realizados

ALT: 56 UI/L (8 - 48)
AST: 65 UI/L (7 - 55)
GGT: 71 UI/L (9 - 48)
Albumina: 2,9 g/dL (3,5 - 5,9)
Ultrassonografia abdominal

Realizados

Há uma lesão isolada hiperecogênica heterogênea no lobo esquerdo do fígado, medindo aproximadamente 6 x 8 cm de diâmetro. O restante do parênquima hepático parece normal. O pâncreas, baço e rins parecem normais. Não há evidência de linfadenopatia pré ou para-aórtica.
TC trifásica do fígado

Realizados

A TC é consistente com os achados ultrassonográficos da lesão hepática focal e mostra um realce na fase arterial, com 'washout' durante a fase venosa. Não há evidência de disseminação locorregional.
Biópsia Hepática

Realizados

Você percebe que uma biópsia hepática pode provavelmente ser evitada nesse momento.

Selecionar Manejo Relevante
Sorafenib
Ressecção cirúrgica
Quimioembolização transarterial
Ablação por radiofrequência