Resistente

Uma mulher de 30 anos apresenta episódios repetidos de diarreia aquosa há quase um ano e meio, associado a flatulência e desconforto abdominal após as refeições. A anamnese revela uma perda ponderal de 10kg durante esse período de tempo.

Seus antecedentes pessoal e familiar não têm nada digno de nota e ela não é tabagista nem etilista. Não há histórico de viagens recentes nem de ingestão de água não filtrada ou leite não pasteurizado.

A amostra de fezes é espumosa e malcheirosa. As fezes flutuam quando misturadas com água. A microscopia não evidencia ameba, ovos ou cistos, ao que a pesquisa para sangue oculto é negativa. O gap osmolar fecal é de 95 mOsm/kg.

Selecionar Exames Relevantes
IgA anti TTG

Realizados

120U/ml (normal <50)
Endoscopia digestiva alta + biópsia

Realizados

A endoscopia digestiva alta revela eritema e diminuição das dobras no duodeno superior, com pregas duodenais serrilhadas.
A histologia revela atrofia completa das velocidades com infiltração de linfócitos na parede mucosa.
Atividade de quimotripsina nas fezes

Realizados

A atividade de quimotripsina nas fezes está dentro dos parâmetros normais.
Colonoscopia

Realizados

A colonoscopia não revela achados patológicos.

Selecionar Manejo Relevante
Dieta sem glúten
Terapia quádrupla
Corticoides
Mebeverina